Me recordo que quando retornei para o trabalho, após ter sofrido os dois abortos da primeira gestação, ao atender uma cliente e também irmã de fé, ela me disse “fiquei sabendo que você perdeu bebê”, eu só sinalizei que sim com a cabeça e ela continuou “MENINA, O QUE VOCÊ FEZ PRA PERDER?”.
Eu tenho escrito com bastante frequência sobre as asneiras que as pessoas vomitam para nós, quando nossos filhos se vão.
O tom desse não “me diga” vai ser um pouquinho diferente. Foi absurdo demais!
Assim como toda mulher que sonha ser mãe, eu vibrei com meu positivo. Eu me emocionei quando a enfermeira do meu médico me enviou uma mensagem dizendo “parabéns mamãe, tem bebê a bordo, sim!”.
Eu lutei muito, para chegar até aquele momento e acordar com um sangramento intenso, não tirou só a vida de um dos meus bebês, tirou um pedaço de mim também.
Poucos dias depois, mesmo fazendo repouso, outro pedaço de mim se foi, ao ouvir a médica dizer que o outro bebê também não estava mais comigo.
Ai você, se vê obrigada a voltar para a rotina e encontra um ser desse no caminho, que vomita uma asneira dessa pra uma mãe, que estava a todo instante tentando se convencer de que não tinha culpa.
E eu não tive culpa!
Como pode uma pessoa perguntar à uma mãe o que ela fez pra perder seus filhos?
Eu cuidei deles com todo amor, eu desejei eles mais que tudo.
Eu amei meus bebês, desde que iniciei as medicações para a indução ovariana, eu os amei quando recebi mensagens diárias falando da evolução dos embriões. Amei eles no momento que foram implantados no meu útero, amei naquele positivo, amei e continuo amando eles desde que me deixaram.
Não tenho somente mamães de anjos me seguindo e hoje estou escrevendo pra vocês que não sabem o que é a dor da perda, pra pedir a vocês que pelo amor de Deus, se cruzarem o caminho de uma mãe de anjo e não souberem o que falar, se calem. Se passarem por suas mentes comentários ou perguntas como essa, não façam.
Embora seja para nós, importante falar sobre nossos filhos, preferimos que cruzem nosso caminho em silencio do que falem algo que fará nossos corações sangrar ainda mais.