Era pra ser de quem então?
Deixa-me ver se entendo...
Engravidei do meu marido, levei minha gestação com todo o cuidado possível e imaginável.
Foi na minha barriga que ela cresceu e se sentiu aconchegada. Fui eu que senti seus chutes e me emocionei com as batidas de seu coração.
Amei e sigo amando minha filha como jamais imaginei amar alguém.
Desejei ela com todas as forças do meu ser, mas infelizmente ela se tornou um anjinho.
Se não era para ser minha, era pra ser de quem?
Por acaso estamos falando de uma encomenda entregue no endereço errado?
Era para ser minha sim... E continua sendo minha, mesmo que não esteja em meus braços.
Pensem antes de falar e se não souberem o que dizer não digam nada.
Acreditem, damos muito mais valor ao silêncio do que a este tipo de frases.