Outro dia eu não estava muito bem, sem vontade de comer e meu esposo insistindo para que eu me alimentasse, acabei colocando no prato somente um pouquinho de arroz e salada de tomate.
No momento em que levei a primeira garfada na boca houve um GATILHO.
Minha mente foi imediatamente remetida a gestação da Isabelle. Na gestação eu tive muito enjoo e por diversos dias tudo o que eu conseguia comer era arroz e salada extremamente azeda.
E lá estava eu recordando todas as vezes em que “comi” limão com salada, com aquele aperto no peito e um nó sufocante na garganta.
As lembranças não foram ruins, muito pelo contrário, todos os instantes em que Isabelle esteve comigo, foram maravilhosos, o doloroso é lembrar que estes momentos foram tirados de nós e que agora tudo é somente lembrança, de um tempo que não viveremos mais.
É claro que da primeira garfada, eu não consegui passar.
A salada puxou o gatilho e matou o meu dia.