Fiquei por dias temendo a chegada desse dia das mães. Nos últimos anos eu sempre sofri muito nessa data por ter que passar mais um ano sem ser mãe.
Imagine como seria passar este, sendo eu mãe, muitas vezes nem reconhecida como tal e estando com os braços vazios.
Planejei passar o dia em casa, vendo filmes e na cama, quieta no meu canto, evitando o mundo pra não ter que ver as felicitações a outras mães.
Meus anjinhos traquinas, planejaram um dia diferente pra mim e passei um dia agradável ao lado de familiares, que reconheceram que essa data também me pertence.
E quer saber? Foi um dia leve, sem medos, sem tristezas, sem culpa.
Foi o meu primeiro dia das mães e eu poderia dizer que só faltou os meus filhos, mas não faltou, eles estiveram comigo desde o início do dia quando me enviaram um lindo aro íris e permaneceram o tempo todo em cada mensagem recebida, em cada abraço, em cada ligação.
A gente sente quando é amada, quando é cuidada e hoje meus anjinhos cuidaram do meu coração, enquanto Deus me carregou no colo.
Eu sou mãe de anjos e sempre serei mãe.
Feliz dia das mães a todas a mamães que me seguem, especialmente para as guerreiras que como eu são mães de anjos.